Bywalkson.carvalho

Servidora da Ouvidoria é eleita presidente do IMDA

No dia 4/9/2020, em reunião realizada de forma on-line, a analista de controle externo do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) Luciana Raso foi eleita presidente do Instituto Mineiro de Direito Administrativo (IMDA). Ela exercerá mandato no triênio 2020/2023. Outra servidora do TCEMG eleita foi a assessora do conselheiro Gilberto Diniz Daniela Mello Coelho Haikal. Ela será diretora de publicações no triênio.

Luciana Raso explica que assume a presidência do IMDA em um momento delicado devido à pandemia da covid-19. “Tenho como objetivo dar continuidade ao excelente trabalho dos presidentes que me antecederam. Pretendo, ainda, promover estudos e pesquisas, publicações em áreas especializadas de Direito Administrativo e da Ciência da Administração. Além disso, quero realizar congressos e seminários para o debate dos assuntos mais palpitantes do momento, tais como as reformas administrativas e da previdência”, contextualiza a nova presidente do IMDA.

Ela pretende ainda “reformular o site do IMDA, tornando-o mais moderno e a aproximação com as instituições nacionais e estrangeiras para o estudo de temas do Direito Administrativo”. Luciana Raso ainda afirma que quer “dar prosseguimento ao legado do professor Paulo Neves de Carvalho”.

A analista de controle externo do TCE conta que é também vice-diretora da Comissão de Direito Administrativo da Ordem dos Advogados do Brasil de Minas Gerais (OAB/MG) e secretária-geral da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ –MG). No Tribunal, ela está lotada na Ouvidoria e é professora da Escola de Contas e Capacitação Professor Pedro Aleixo.

Professor Paulo Neves de Carvalho

De acordo com biografia da Editora Fórum, o professor Paulo Neves de Carvalho graduou-se em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG ) em 1943. Em 1954, doutorou-se em Administração Pública pela University of South California. Atuou na Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG e foi professor titular da Faculdade de Direito da mesma universidade. Presidiu o Instituto Brasileiro de Direito Administrativo de 1985 a 1992. O professor faleceu em 23 de maio de 2004.

Fonte: Coordenadoria de Jornalismo e Redação TCEMG

walkson.carvalho editor