BySamuel Oliveira

OGE móvel vai até a rodoviária de Belo Horizonte

 

A Ouvidoria-Geral do Estado promoveu na rodoviária de Belo Horizonte, no dia 12 deste mês, mais uma ação que visava aproximar a OGE da população para que os cidadãos pudessem conhecer um canal de democracia participativa, segundo o ouvidor-geral do Estado, Fábio Caldeira. 

 
Assim as pessoas puderam registrar suas manifestações, sendo elas reclamações, denúncias, sugestões e elogios sobre os serviços públicos prestados pelo Governo de Minas. Fábio Caldeira explica que cada cidadão recebe um número de protocolo ao registrar sua demanda para que possa acompanhar o andamento de sua manifestação.  

A ouvidora-geral adjunta, Mônica Coelho, convida a população a se manifestar nas próximas ouvidorias móveis, que serão realizadas em Contagem, no dia 25, e no bairro Venda Nova, no dia 3 de dezembro. Ela enfatiza que é “importante a participação do cidadão, lembrando que as estatísticas da OGE permitem que a administração pública identifique suas principais demandas para auxiliar na criação e aprimoramento de políticas públicas voltadas para os mineiros.”

 Aprovação popular

Para a cozinheira Maria Dias, moradora da beira de córrego sem saneamento básico, “a ouvidoria móvel é um passo dado”, já que tentou recorrer a outros órgãos sem obter êxito. Agora aguarda conseguir uma solução. Já o soldador José Maria de Almeida, do município de Matozinhos, pediu que  essa ação ocorra também em outros municípios, abrangendo a população do interior.

Além da ouvidoria móvel, o cidadão pode acessar outros meios: Disque-Ouvidoria 162, pelo site www.ouvidoriageral.mg.gov.br, por carta ou de forma presencial na Cidade Administrativa. Pode ainda procurar as 28 Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) de todo o Estado, bem como a Casa de Direitos Humanos de Belo Horizonte, onde a OGE possui sala específica.

Samuel Oliveira administrator