BySamuel Oliveira

Empresas podem aderir ao Pró-ética até 13 de maio

O Instituto Ethos,e a Controladoria-Geral da União (CGU)  e mais oito instituições dos setores público e privado  participam do programa Pró-ética  no qual as empresas podem se cadastram  até o dia 13 de maio no site da CGU após preencherem um formulário eletrônico. Esses órgãos farão avaliação das empresas inscritas.

O Pró-Ética resulta da conjugação de esforços entre os setores público e privado para promover no país um ambiente corporativo mais íntegro, ético e transparente. A iniciativa consiste em fomentar a adoção voluntária de medidas de integridade pelas empresas, por meio do reconhecimento público daquelas que, independente do porte e do ramo de atuação, mostram-se verdadeiramente comprometidas com a prevenção e o combate à corrupção e outros tipos de fraudes.

São objetivos do Pró-Ética:

•    Reconhecer as boas práticas de promoção da integridade e de prevenção da corrupção em empresas que adotam voluntariamente medidas desejadas e necessárias para criação de um ambiente mais íntegro, ético e transparente no setor privado e em suas relações com o setor público;
•    Conscientizar empresas sobre seu relevante papel no enfrentamento da corrupção ao se posicionarem afirmativamente pela prevenção e pelo combate de práticas ilegais e antiéticas e em defesa de relações socialmente responsáveis;
•    Fomentar, no âmbito do setor privado, a implementação de medidas de promoção da ética e integridade e contra a corrupção; e
•    Reduzir os riscos de ocorrência de fraude e corrupção nas relações entre o setor público e o setor privado.

3M do Brasil; ABB; AES Eletropaulo; AES Sul; AES Tietê; AES Uruguaiana; Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE); Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC); DUDALINA; Duratex; EDP Energias do Brasil; ELEKTRO Eletricidade e Serviços; Ernst & Young; GranBio; ICTS; OSRAM do Brasil Lâmpadas Elétricas; Santander Brasil; SIEMENS; SNC-Lavalin Meio Ambiente são as 19 empresas Pró-Ética 2015.

Fonte: Instituto  Ethos

Samuel Oliveira administrator